Qual o prazo para levar meu carro para a revisão?
22/08/2018

Qual o prazo para levar meu carro para a revisão?

Imagine a cena: você na estrada, viajando para algum lugar com sua família ou amigos quando de repente o carro começa a apresentar alguns problemas e vocês não tem a quem recorrer no momento e estão longe de qualquer posto de gasolina ou mecânico. É algo que ninguém gostaria de presenciar, não é mesmo?
Para evitar essa e outras situações, é recomendado que os motoristas criem o hábito de levarem seus carros para uma revisão completa, tanto para o uso do veículo no dia a dia quanto para longas viagens, que exigem que o carro esteja “em forma” e bem preparado para enfrentar a distância que precisará percorrer sem apresentar maiores problemas.
Para te ajudar a cuidar do seu carro sem ser ludibriado, alguns pontos são cruciais na hora da revisão. Veja abaixo alguns tópicos a serem avaliados e evite qualquer tipo de problema no seu veículo:

Cuidados diários

Cuide do seu carro diariamente para evitar problemas mais graves e complicados (Foto: Reprodução / Internet)

Com a correria do dia a dia, muitas pessoas se esquecem de dar uma atenção maior ao seu veículo. Porém, muitos não se atentam de que esse é o ponto principal para ajudar a evitar que o seu carro precise de manutenção a todo momento.
Os cuidados diários são comuns, porém demandam um certo tempo e por essa razão quase nunca são devidamente averiguados como deveriam. Antes de sair com o carro o motorista deve prestar atenção no nível do óleo do motor, para ver se está correto, calibrar os pneus, fazer testes com os faróis, luzes de ré e freio e setas, que mostram se o veículo está em condições básicas para seguir viagem, tanto para perto, quanto para longe.

Revisão

A necessidade de fazer a revisão de um carro pode variar de acordo com seu ano, seu fabricante e seu modelo. Porém, apesar de diferentes, cada automóvel deve passar por uma revisão geral pelo menos duas vezes ao ano, de seis em seis meses, para sermos mais exatos. Essas revisões ajudam a prevenir maiores problemas como a quebra de algum componente importante ou até mesmo a parada total do veículo.
Caso o carro fique parado por um bom tempo e você decida usá-lo em algum fim de semana para ir até o interior da cidade, por exemplo, é necessário que uma revisão seja feita antes. Nesse check-up, o mecânico analisará o bom funcionamento do seu carro e se o mesmo está apto para seguir viagem. Caso algum problema seja identificado, ele o orientará referente a manutenção do automóvel.

Manutenção

A falta de manutenção no seu veículo pode levar à quebra de peças essenciais ou até mesmo a parada total do veículo na pista (Foto: Reprodução / Internet)

Quando compramos um carro, devemos estar cientes de todos os possíveis gastos que ele poderá nos dar. Além do valor do veículo em si, da gasolina, seguro e IPVA, precisamos nos preparar para os gastos com a manutenção do veículo.
Assim como uma pessoa, que gasta com as idas ao médico, remédios e, em alguns casos, até com cirurgias mais detalhadas, os automóveis também necessitam ser averiguados assim que apresentarem qualquer tipo de problema.
Nessa etapa é necessário que o motorista esteja disposto a pagar a quantidade necessária em um mecânico de sua confiança para que ele possa fazer a manutenção do carro de forma segura e completa, evitando que maiores problemas venham a aparecer no futuro.

Tipos de revisão

As peças do carro se desgastam naturalmente. Isso é algo que infelizmente não poderá ser evitado. Mais cedo ou mais tarde seu automóvel poderá lhe apresentar alguns problemas – uns mais comuns, outros mais complicados -, porém, se o motorista estiver disposto a levá-lo para a revisão e manutenção, tudo correrá bem e os próximos gastos podem vir a demorar.
Cuidando para que o carro esteja em perfeitas condições, existem três tipos de revisão muito comuns para cada automóvel, a revisão corretiva, a preditiva e a preventiva. Conheça um pouco sobre cada uma delas:

Revisão Corretiva

A revisão corretiva acontece quando uma peça do seu carro está quebrada ou danificada, precisando ser imediatamente substituída ou arrumada.
Ex: Quando os freios estão ruins ou o farol está queimado. São pontos que não passam desapercebidos e precisam de uma atenção maior.

Revisão Preditiva

Diferentemente da corretiva, a revisão preditiva acontece quando o mecânico analisa a fundo o seu veículo e assim decide se determinada peça precisa mesmo de uma troca ou poderá aguentar por mais algum tempo.
Ex: Se você levar seu carro a um mecânico para que ele avalie seus amortecedores, o mesmo poderá afirmar que a troca não é necessária naquele momento, podendo esperar mais algum tempo. Porém, em outros casos, o profissional poderá avaliar a situação e constatar que a substituição deve ser feita, pois já se desgastou o suficiente.

Revisão Preventiva

A revisão preventiva aparece quando alguma peça do carro demonstra um certo desgaste. Essa medida é tomada de acordo com o auxílio do mecânico e da percepção do motorista, que pode optar ou não por fazer a troca de determinada peça que já está desgastada e que em breve poderá apresentar maiores problemas.
Ex: Alguns itens como calibração e troca de pneus, filtro e troca de óleo, velas de ignição, correia dentada, fluído de freio, filtro de ar, entre outros são alguns dos problemas mais comuns que aparecem nas revisões dos automóveis. Se não forem substituídos no tempo certo, é provável que eles apresentem problemas maiores, elevando os gastos na manutenção do carro.

Por fim, vale voltar ao início do texto, quando falamos sobre os cuidados básicos para com o carro e os cuidados diários, que ajudam a evitar o desgaste precoce de alguns desses itens citados acima e problemas mais agravantes que podem surgir a partir de cada um deles, se forem ignorados.

https://www.slavierobsb.com.br/wp-content/themes/slaviero