História e Tradição: Como a Ford nasceu e cresceu no Brasil
06/09/2018

História e Tradição: Como a Ford nasceu e cresceu no Brasil

No final do século XIX, mais precisamente na data de 30 de Julho de 1863, em uma fazenda numa pequena cidade ao oeste de Detroit, nascia o homem que viria revolucionar a história da humanidade através de suas invenções e incansável trabalho na indústria de automóvel. Henry Ford, filho do irlandês William Ford de County Cork, Irlanda e Mary Litogot Ford de Michigan, iniciou sua vida ao lado dos motores desde cedo, adorava os trabalhos com maquinários da fazenda, estava sempre buscando inovações e apenas aos 12 anos de idade, ele se deparou com um locomóvel a vapor, que o deixou fascinado e o fez buscar entender o funcionamento dos automotores.

Sua mãe faleceu quando Henry tinha apenas 13 anos e a trágica mudança fez com que o jovem decidisse abandonar a vida agrícola que ele nunca gostou. Seu pai desejava que o rapaz o sucedesse nos negócios da família, mas autêntico e destemido, Henry Ford disse que não tinha amor por nada daquilo e decidiu seguir carreira em outros segmentos.

Antes de sair de casa, Henry Ford já tinha uma boa fama como consertador de relógios, uma paixão que ele teve desde cedo e que hoje, no Museu Nacional da Ford, visitantes do mundo inteiro pode ver a rica coleção de relógios de Henry. Aos 16 anos, o rapaz decidiu se mudar para a cidade vizinha, Detroit, e teve seu primeiro emprego oficial como aprendiz de operador de máquinas na empresa James F. Flower & Bros. Após 3 anos de trabalho, retornou para a fazenda da família e começou a trabalhar com motores de operações portáteis da Westinghouse. Com 19 anos de idade, Henry Ford começou a trabalhar oficialmente para a Westinghouse nos motores a vapor e depois disso, se tornou mecânico das oficinas Eagle Motor Works, onde teve o prazer de construir o seu primeiro motor a gasolina. Sua jornada estava apenas começando.

Pouco tempo depois, Henry Ford começou a ter mais experiências e dinheiro para gastar com motores à gasolina. Se tornou engenheiro da Edison Illuminating Company e montou o primeiro quadriciclo com motor à gasolina e o dirigiu elegantemente no feriado de 4 de Julho.

Ford montou sua primeira empresa, chamada Detroit Automobile Company e tentou embarcar a ideia para os seus sócios de construir um veículo em grande escala para atender a população. A empresa fechou logo porque não acreditaram no seu projeto, o que fez Henry tentar a sorte com a construção de um carro de corrida chamado Carro 999, e assim a encontrou. Barney Oldfield, piloto de corridas de carro, foi campeão com esta magnífica criação e trouxe sucesso para Henry Ford ainda na sua carreira tão jovem. Com a repercussão da fama e do dinheiro, finalmente a Ford Motor Company foi criada.

Com apenas 40 anos de idade, o sucesso de Henry Ford e de sua nova empresa começou a crescer e transformar a vida de trabalhadores operários e da economia norte americana. Ford conseguiu mais do que duplicar a média salarial dos funcionários, e trouxe para sua empresa funcionários fixos, mecânicos de altíssima qualidade que vinham de várias partes dos Estados Unidos. A ideia de Ford para época era promissora, ele reduziu os custos de treinamento mantendo profissionais que não entravam e saíam da empresa o tempo todo e sim gostavam dali, se fixavam em seus empregos. O visionário criou processos de produção que o mundo nunca tinha visto e trouxe mais economia e produtividade automatizada.

Em abril de 1919, logo após o final da 1ª Guerra Mundial, o Brasil e o mundo estavam passando por um momento revolucionário na forma de viver, produzir, trabalhar e enxergar o funcionamento de tudo. A Ford Motor Company então decidiu abrir sua primeira filial no nosso país, uma estratégia arriscada, porque o Brasil tinha se tornado república há apenas 20 anos. Mas Henry Ford e seu filho que herdou a incrível capacidade de administração e visão de mercado, sabiam o que estavam fazendo. Claro que o sucesso foi absoluto e vale ainda dizer que ainda é nos dias de hoje.

A revolução estava apenas começando. Sua inauguração foi na Rua Florêncio de Abreu em São Paulo e feita pelo único filho de Henry, o presidente da empresa na época, Edsel Ford. Com um investimento de nada mais e nada menos que R$25 mil dólares americanos, o herdeiro de Henry começou a montar uma linha de carros no Brasil, chegando a produzir e vender 2447 veículos apenas no primeiro ano de trabalho e mais de 4 mil automóveis no segundo ano de atuação no mercado brasileiro.

Sem dúvida a chegada da Ford no Brasil revolucionou tudo o que entendíamos de produção industrial e avanços tecnológicos. Os modelos produzidos eram os caminhões Ford TT e o famoso carro Modelo T que rapidamente fizeram sucesso entre empresários bem sucedidos e aceleraram o funcionamento das indústrias ao seu redor e o crescimento econômico do país.

A fábrica da Ford no Bom Retiro nos anos 1920
A fábrica da Ford no Bom Retiro nos anos 1920

 

Pátio interno da fábrica da Ford no Brasil, 1920
Pátio interno da fábrica da Ford no Brasil, 1920

 

No ano seguinte à sua inauguração, em 1920, o presidente brasileiro Epitácio Pessoa, autorizou a Ford Motor Company a atuar na indústria de carros no país. Logo após a autorização, o engenheiro B. R. Brown, o mesmo que desenhou o projeto da fábrica nos Estados Unidos, projetou a primeira fábrica de automóveis do Brasil. A empresa que antes atuava com poucos funcionários em um pequeno galpão, se mudou para sua própria e incrível fábrica na Rua Solon no Bom Retiro. A partir daí, as produções apenas multiplicaram. Em apenas 4 anos de trabalho, com um pouco mais de 100 funcionários, a Ford montava 4700 veículos e 360 tratores por ano. As ruas brasileiras começaram a ganhar um novo aspecto.

Salão da fábrica da Ford em São Paulo, 1920
Salão da fábrica da Ford em São Paulo, 1920

 

Júlio prestes visitando a fábrica da Ford com outros políticos
Júlio prestes visitando a fábrica da Ford com outros políticos

 

Em 1927, a Ford Motor Company já pensava em expandir seus negócios no Brasil, com menos de 10 anos de atuação no mercado. Mas é claro, eles só cresciam e estavam certos em expandir seus espaços físicos também. Sua estratégia foi criar uma nova fábrica, ainda maior na Vila Prudente, que foi inaugurada em 1953. No dia 17 de abril do mesmo ano, saiu uma matéria no jornal da Folha de São Paulo, um belíssimo texto sobre o avanço da Ford junto com o crescimento do país, que era impossível ignorar. Com os anos, a fábrica do Bom Retiro passou a reduzir suas atividades e concentrar esforços na nova unidade da Vila Prudente.

Matéria no Jornal sobre nova fábrica Ford

Se você hoje passar na Rua Solon em São Paulo, verá a construção da fábrica de pé que abrange um quarteirão inteiro e conta uma história da trajetória de sucesso, inovação e muita coragem da Ford Motor Company. Seja um apaixonado por carros ou por História, é impossível não se entusiasmar com tudo o que esses caras fizeram pelo avanço do mercado automobilístico Brasil. Nem tampouco, deixar de perceber essa linha do tempo que conta com quase 100 anos de história.

https://www.slavierobsb.com.br/wp-content/themes/slaviero