Como transportar o pet no carro
09/11/2018

Como transportar o pet no carro

Quem tem um animal de estimação e gosta ou precisa levar o bichano de carro, seja para um deslocamento breve ou para uma viagem, não pode descuidar da segurança. O cuidado ao transportar o pet no carro é fundamental para garantir a integridade do bichinho, dos demais ocupantes do veículo e até de quem está fora do carro.

Um animal transportado de forma inadequada pode causar um acidente ao chamar a atenção do motorista ou serem arremessados em caso de acidente, podendo sofrer um acidente fatal ou ferir os ocupantes do veículo ou pessoas próximas ao ocorrido.

Transporte incorreto do pet

Por isso, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) prevê as seguintes sanções:

Art. 235. Conduzir pessoas, animais ou carga nas partes externas do veículo, salvo nos casos devidamente autorizados:

  • Infração – grave;
  • Penalidade – multa;
  • Medida administrativa – retenção do veículo para transbordo.

Além disso, o motorista perde até 5 pontos na carteira, e deve pagar uma multa de R$127,69 ou até ter o carro apreendido.

pet-no-banco-de-trás-do-carro

Art. 252. Dirigir o veículo: II – transportando pessoas, animais ou volume à sua esquerda ou entre os braços e pernas

  • Infração – média;
  • Penalidade – multa.

Como nos casos em que o motorista leva o seu animal no colo. A multa a ser paga nesses casos é de R$85,13.

Art. 169. Dirigir sem atenção ou sem os cuidados indispensáveis à segurança:

  • Infração – leve;
  • Penalidade – multa.

Transportar o animal solto dentro do veículo gera multa de R$ 53,20 e três pontos na carteira.

Transportar o pet no carro com segurança e dentro da lei

Veja abaixo as três maneiras mais comuns para transportar o pet no carro:

Caixa de transporte

Indicada para todos os portes de animais, a caixa de transporte especial para pets é uma ótima alternativa para transportar seu bichinho de estimação. Ela deve ser grande o suficiente para que o animal consiga levantar e dar uma volta. Esse espaço será suficiente para que o bichano se acomode com conforto.

Se for realizar uma viagem longa, utilize um tapete higiênico para o caso de ele fazer suas necessidades ali mesmo. Também é recomendável anexar um comedouro e um bebedouro portáteis na caixa.

Coloque a caixa no banco traseiro e prenda-a com o com o cinto de segurança. Procure acostumar seu pet com a caixa de transporte antes de levá-lo pela primeira vez. Assim você não causa mais estresse para o animal.

gato-em-caixa-de-transporte

Caso o seu cachorro for muito grande, como um Dálmata ou Dogue Alemão, é bem provável que a caixa de transporte não caiba no banco traseiro do seu carro. Então você precisa contar com um serviço especializado, como um Táxi Pet, que irá levá-lo em um veículo adequado.

Cinto de segurança peitoral

Ideal para cães de médio e grande porte, o cinto de segurança peitoral distribui o tranco, em caso de frenagem ou acidente, de forma nivelada no corpo do animal. O acessório é preso na fivela do cinto através de um adaptador. Com ele, o bichinho pode transitar um pouco no banco traseiro. Tome cuidado para não deixar a alça frouxa demais, pois assim o animal pode cair e se machucar.

Assento cadeirinha

Para cães de pequeno porte, o assento cadeirinha é uma alternativa ao cinto de segurança peitoral para que o cão não fique tão livre no banco traseiro. É indicada principalmente para os animais que não gostam de ser transportados na caixa de transporte. O assento dá mais liberdade de movimento, tem fivela de regulagem e é compatível com o cinto de segurança.

 

E aí, anotou as dicas para transportar o pet no carro com segurança e obedecendo as leis de trânsito? Cuide de quem você ama, transporte seu pet com cuidado.

https://www.slavierobsb.com.br/wp-content/themes/slaviero