Cinco dicas essenciais para quem vai comprar carro zero km
22/08/2018

Cinco dicas essenciais para quem vai comprar carro zero km

Há vários fatores que devem ser considerados antes de fechar negócio e isso começa já na primeira na hora de decidir qual será o veículo escolhido até questionamentos sobre o local da compra, as condições de pagamento e o que deve ser levado em conta depois de fechar de negócio.

E é por isso que reunimos cinco dicas indispensáveis para seguir ao comprar um carro novo e evitar imprevistos.

1 – Pesquise para escolher o carro que você precisa

Ao começar a se programar para comprar um carro, muitas pessoas já têm uma ideia de qual modelo querem. Enquanto alguns preferem Sedan, outros já gostam de SUV, ou ainda esportivos ou Hatch. Mas para além do gosto pessoal, outro fator que deve realmente ser considerado é qual necessidade aquele veículo irá preencher no seu dia a dia.

Então, o primeiro passo é pesquisar e entender se o carro que você idealiza realmente irá atender a sua necessidade e caber no seu bolso – falaremos disso mais abaixo. Se a resposta for sim, comemore – o primeiro item do checklist já está resolvido. Caso seja não, então aprofunde mais as buscas, pois com certeza você encontrará o modelo perfeito para você.

2 – Encontre concessionárias de confiança

O segundo passo – e talvez um dos mais importantes – é escolher concessionárias de confiança para fazer os orçamentos sem cair em armadilhas.

O que considerar: a reputação e o tempo de mercado da concessionária. É assim que você estará livre de qualquer tipo de problema e poderá negociar tranquilamente o preço e as condições de pagamento do seu novo carro.

3 – Faça o test-drive e aproveite

É aqui que você terá plena certeza de que escolheu o modelo que melhor combina com seu estilo, além de testar se motor, o conforto, a segurança e conferir todo o funcionamento interno do carro.

Também é uma oportunidade para dirigir por ruas íngremes e, assim, avaliar o desempenho do carro – principalmente se ele for 1.0 – e, claro, tirar todas as suas dúvidas.

Se não tiver a possibilidade de realizar test-drive com o veículo desejado, tente dirigir uma versão mais semelhante, mas atente-se para não fazer o teste em um carro mais potente, já que este não será o desempenho que você terá depois.

Lembre-se: você não é obrigado a fechar negócio só porque fez o test-drive, então experimente e leve seu tempo para sentir o carro.

4 – Analise as condições de pagamento

É óbvio que comprar à vista é sempre mais barato (além de proporcionar aquela sensação boa de quitar uma dívida), então o primeiro conselho de especialistas é justamente juntar dinheiro e só então investir em um veículo.

Mas como o mundo real não funciona assim para todos, resta a opção do financiamento. Para esse caso, a dica é financiar com o menor número de parcelas possível e, com isso, reduzir os juros, mas seja analise bem suas condições financeiras ao negociar o parcelamento.

5 – Sem pesar nas contas

Para não acabar apertado pelos próximos 18 ou 36 meses, o ideal é fechar uma parcela que caiba no seu bolso – ou seja, geralmente, algo que não ultrapasse 30% do seu salário.

O motivo para escolher exatamente essa porcentagem é considerar que, além das mensais, há ainda outros gastos envolvendo o carro: custos com emplacamento, combustível, revisões, manutenção preventiva, seguro, IPVA, seguro obrigatório, licenciamento e qualquer outro imprevisto.

Então o recomendado é nunca comprometer totalmente o orçamento para poder curtir seu carro sem preocupações.

https://www.slavierobsb.com.br/wp-content/themes/slaviero